fbpx

ALERTA INFORMA: veja o resumo com as principais notícias que foram destaque na semana no meio tributário e varejista que a Alerta Fiscal preparou para você. Os principais assuntos dessa semana são:

– Brasil precisará treinar 10,5 milhões para indústria até 2023. Um estudo do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) revelou que o país precisará qualificar tanto profissionais de nível superior quanto técnico para acompanhar as novas exigências do trabalho nas indústrias. As áreas de nível técnico com mais demanda de capacitação incluem metalmecânica e logística, enquanto as funções de nível superior que mais exigirão treinamento são informática e gestão. Segundo o Senai, o profissional de nível superior que mais exigirá treinamento será o analista de tecnologia da informação — só em São Paulo, a expectativa é que sejam abertas 140 mil vagas para essa função até 2023. SAIBA MAIS!

– Cielo aposta em taxa zero temporária. Líder no mercado de meios eletrônicos de pagamentos no Brasil, a Cielo passará a oferecer taxa zero para clientes que comprarem os dispositivos da companhia. A isenção vale por três meses ou até que o cliente atinja R$ 1,5 mil em vendas no débito ou crédito à vista. Depois, passa a valer a taxa padrão, de 1,99% sobre operações com cartões de débito e de 4,99% com cartões de crédito, à vista. A estratégia faz parte do planejamento da empresa de atrair empresas de pequeno porte para a sua base de clientes. SAIBA MAIS!

– Empresários projetam 100 mil vagas temporárias no Natal. A previsão dos empresários dos setores de varejo e de serviços é de que as contratações de trabalhadores temporários devem somar 103 mil vagas neste final de ano, 43,8 mil postos de trabalho a mais que em 2018. Caso confirmado, o número de empregos temporários – que funciona como termômetro da expectativa dos empresários do comércio para o período de consumo mais intenso do ano – atingirá em 2019 a melhor marca em cinco anos. Em 2014, ainda sem recessão, a admissão de temporários para o período foi de 300 mil vagas. SAIBA MAIS!

– Indústria brasileira pode deixar top 10 mundial. Segundo economistas, o risco da indústria brasileira deixar o ranking das dez maiores do mundo existe porque enquanto a atividade nas fábricas no resto do planeta cresceu 10% desde 2014, a produção industrial no Brasil caiu 15% no mesmo período. Além disso, o índice não recuperou o patamar em que estava antes da recessão. “Se a situação em que a indústria brasileira está não é uma depressão, eu não sei mais o que poderia ser”, afirmou ao Estadão o economista e ex-presidente do Banco Central Affonso Celso Pastore. SAIBA MAIS!

– Amazon lança assistente de voz Alexa em português. A gigante varejista liderada por Jeff Bezos anunciou que a assistente de voz inteligente chegou ao Brasil e fala português — com sotaque local e domínio de gírias, regionalismos e cultura popular. A chegada da Alexa acirra a competição entre assistentes de voz no mercado brasileiro, onde concorrentes como a Siri, da Apple, e o Google Assistant já falam português há algum tempo. A Alexa vem embarcada nos aparelhos Echo, que chegam oficialmente ao mercado brasileiro em novembro, a R$ 700, com pré-venda a preço promocional de R$ 249. SAIBA MAIS!