fbpx

ALERTA INFORMA: veja o resumo com as principais notícias que foram destaque na semana no meio tributário e varejista que a Alerta Fiscal preparou para você. Os principais assuntos dessa semana são:

– Varejo espera alta nas vendas no Dia das Crianças. Segundo projeção da Boa Vista, as vendas no Dia das Crianças deverão crescer ao menos 2% ante 2018 – a alta, segundo as previsões, deve até superar o registrado em outras datas comemorativas do ano, como o Dia dos Pais e Dia das Mães, por exemplo. A expectativa positiva existe por conta da expansão de crédito e da liberação dos recursos do FGTS. SAIBA MAIS!

– Otimismo com a economia despenca. Uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV) com diretores financeiros de 29 empresas de grande e médio porte revelou que o otimismo dos empresários com a economia brasileira caiu de 68,5% em dezembro do ano passado para 49,2% em setembro de 2019 — mesmo nível registrado no mesmo mês de 2014. Já a expectativa de crescimento dos lucros nos próximos 12 meses caiu de 12,9% para 6%. Segundo a coordenadora da pesquisa, Claudia Yoshinaga, a queda na confiança dos executivos está atrelada às dificuldades do governo Jair Bolsonaro para aprovar pautas da agenda econômica como a reforma da previdência e a reforma tributária. SAIBA MAIS!

– Número de MEIs bate recorde. O volume de registros de microempreendedores individuais (MEIs) chegou a 9,031 milhões ao fim do mês passado, segundo dados do governo federal. É a primeira vez que o número de brasileiros que trabalham por conta própria ultrapassou a marca de 9 milhões. Reflexo da lenta retomada da economia, o microempreendedorismo individual se tornou saída para quem perdeu o emprego com carteira assinada na crise. De acordo com o IBGE, no fim do trimestre encerrado em agosto, o trabalho por conta própria atingiu 24,3 milhões de pessoas, o maior nível já registrado no país. SAIBA MAIS!

– País registra deflação em setembro. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou deflação de 0,04% em setembro, segundo dados do IBGE. O número é o menor para um mês de setembro desde 1998, quando a inflação ficou em -0,22%. A inflação negativa foi puxada sobretudo pela queda nos preços de alimentos e bebidas (-0,43%), que tiveram impacto de -0,11 ponto percentual no índice geral. O IPCA de setembro reforça a expectativa de um corte maior nos juros pelo Banco Central na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). SAIBA MAIS!

– Varejo cresce ligeiramente em agosto. Dados do IBGE apontam que as vendas do comércio varejista subiram 0,1% em agosto ante julho, na série com ajuste sazonal. Na comparação com agosto de 2018, sem ajuste sazonal, o número teve alta de 1,3% em agosto de 2019. No acumulado de 12 meses, o setor cresceu 1,4%. Quem puxou a alta foi o setor de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,6%) e de outros artigos de uso pessoal e doméstico (0,2%). Esses dois grupos correspondem a mais de 60% do varejo. SAIBA MAIS!