fbpx

Como anda a demanda do seu varejo? Como a pandemia do novo Coronavírus tem afetado seus resultados de vendas? Já aderiu o sistema de delivery? Tem funcionado bem? Fazendo uma conexão com todas essas perguntas, hoje falaremos sobre o dark store e como ele pode auxiliar em seus negócios. 

 

Temos falado muito aqui sobre a utilização da tecnologia para fomentar os negócios em época de Covid-19. Já sabemos que por conta do distanciamento social elas ganham cada vez mais espaço na rotina das empresas e se fazem extremamente necessárias para atender consumidores que não podem visitar os pontos físicos de vendas. 

 

Sendo assim, observamos uma crescente não só no desenvolvimentos das ferramentas tecnológicas em si, mas em toda a logística que um varejo necessita para se manter ativo e contabilizando lucros significativos.

 

Porque não basta ter, por exemplo, um e-commerce ativo no mundo online, é preciso que o produto que está sendo ofertado esteja disponível e chegue o mais rápido possível até o comprador. 

 

O que exige uma série de passos que precisam estar em conformidade com as novas regras e que efetivamente funcionem. Caso contrário, todo o esforço da sua empresa será em vão. 

 

ENTENDENDO O QUE É DARK STORE

 

“A Dark Store pode ser descrita como um centro urbano de distribuição, utilizado para a realização de entregas e fulfillment de pedidos realizados de maneira online, isto é, em plataformas de comércio eletrônico, tal como sites e aplicativos.

 

Esses hubs urbanos costumam estar localizados próximos a pontos onde há maior densidade populacional, com hábitos de consumo já conhecidos (pelo menos deveriam conhecer) pelos varejistas online. A ideia é encurtar a distância entre o produto do varejista e o consumidor final, permitindo entregas no mesmo dia (same day delivery) ou no dia seguinte (next day delivery).

 

As dark stores costumam ser pequenos galpões dotados de infraestrutura suficiente para abrigar produtos e equipamentos para empacotamento e etiquetagem de encomendas, e possuem poucos colaboradores (também conhecidos como pickers) para a preparação final do pedido até o courier que fará a última milha de entrega.

 

Mais um ponto interessante a destacar é que o termo Dark Store, ao pé da letra, representa centros que possuem sua operação de recebimento de mercadorias, pela noite, que é o horário que os centros urbanos costumam estar mais livres de engarrafamentos e restrições de trânsito.” – Fonte Flexsas

 

Resumidamente, o sistema dark store (loja escura, em tradução livre) são lojas fechadas ao público que atuam como pontos de distribuição de produtos em uma determinada região.

 

E visam armazenar produtos de forma a otimizar o tempo de entrega ao consumidor. Ou seja, vemos um movimento de adequação à nova forma de fazer negócio vindo de todos os lados da cadeia varejista. 

 

DARK STORE TAMBÉM COMO PONTO DE RETIRADA DE PRODUTOS

 

Algumas empresas também utilizam esse sistema para fornecer aos consumidores mais uma opção para aquisição de produtos: a retirada no próprio galpão. 

 

O cliente faz sua compra online, através de e-commerces e aplicativos e pode optar em retirar os produtos ao invés de pagar o frete e esperar pela chegada da mercadoria. 

 

Ele mesmo vai até o local indicado pela empresa e retira tudo o que comprou embalado, sem precisar entrar no local. Garantindo total segurança e agilidade. 

 

Essa já é uma prática muito comum nos Estados Unidos e Europa e vem ganhando espaço também no mercado brasileiro. Uma das empresas que já aplicam o conceito é a varejista Magazine Luiza, que além da entrega, dá a opção de retirada em seu centro de distribuição. 

 

A HORA DE INVESTIR É AGORA!

 

Segundo o site da BBC as vendas no comércio eletrônico vão se expandir freneticamente nos próximos anos.

 

Elas movimentaram US$ 2,8 trilhões em 2018 e espera-se que aumentem para US$ 4,9 trilhões em 2021, segundo a empresa Statista.

 

A América Latina ainda é considerada um mercado “imaturo” no setor de comércio eletrônico, o que significa que há uma grande possibilidade de expansão – principalmente em países como México, Brasil, Chile, Colômbia e Panamá.

 

E, segundo especialistas, no comércio digital ganha quem oferecer preços convenientes e entregas mais rápidas.

 

COMO SABER SE A DARK STORE É PARA O MEU VAREJO? 

 

Para identificar a real necessidade de investir em um formato logístico como a dark store será preciso fazer um estudo sobre o desenvolvimento da sua empresa. 

 

É obrigatório ter noção de demandas, lucros e custos para reconhecer se esse investimento é para sua empresa, o quanto te traria de retorno financeiro, se existe dinheiro em caixa para tal aplicação ou se será preciso apostar em uma linha de crédito por exemplo. 

 

Além é claro de fazer projeções futuras, entre tantas outras variáveis. Pois mesmo parecendo tentador, é preciso sempre traçar ações com consciência e respaldo financeiro. 

 

COMO A GESTÃO CONTÍNUA PODE TE AJUDAR NA TOMADA DE DECISÃO?

 

“Quando falamos de varejo, existem inúmeras vertentes que precisam ser levadas em conta para manter tudo funcionando, mas sem dúvida, qualquer área sempre passará e dependerá de como a gestão financeira é realizada, uma vez que para gerir qualquer outro setor você vai precisar ter um negócio saudável e lucrativo… Ou nada feito. 

 

Quando falamos em gestão financeira estamos tratando de um conjunto de procedimentos administrativos, fiscais e tributários que envolvem análise, controle e planejamento de todas as atividades que englobam as finanças da sua empresa. 

 

Dentro de uma gestão contínua de qualidade alguns aspectos precisam ser levados em conta, como: controle de caixa, estoque, logística de estoque, classificação correta de produtos e cargas tributárias.” – Saiba mais sobre o assunto clicando AQUI

 

CONCLUSÃO

 

Estamos enxergando muitas mudanças e adequações do setor varejista em decorrência do surgimento do novo Coronavírus. É importante conhecer as inovações que estão gerando um resultado positivo para as empresas.

 

Porém, nem tudo será aplicável ao seu perfil de negócio e para ter clareza dessa identificação você precisará antes de qualquer tomada de decisão, investir em ferramentas de gestão e em profissionais especializados para que um estudo seja feito.

 

Sem isso, ao invés de se beneficiar com novas tecnologias e alternativas de negócio, você poderá contabilizar grandes prejuízos e perdas. 

 

Por Atracto


 

Você também pode gostar do artigo TECNOLOGIA NO VAREJO: COMO A GESTÃO INTELIGENTE TE AJUDA A LUCRAR MAIS