fbpx

Você se dedica diariamente para manter o seu supermercado funcionando com o desempenho máximo, com o objetivo de atender as demandas de seu cliente e também de contabilizar um retorno financeiro satisfatório. Mas quando chega no final do mês, percebe que na verdade não é bem assim. Será que você não anda cometendo erros na gestão do seu negócio?

 

É muito mais comum do que se possa imaginar… Os equívocos no gerenciamento de uma empresa normalmente são os grandes responsáveis por falhas em processos e prejuízos. E na maioria das vezes eles acontecem sem que ao menos você perceba, isso porque provavelmente já esteja tão acostumado com a rotina que se estabeleceu, que não há espaço para enxergar as falhas. 

 

São tantas providências a serem tomadas dentro do sistema de funcionamento da sua empresa que é perfeitamente normal observar falhas no percurso natural das coisas. Por isso, a ideia desse artigo é trazer alguns pontos de atenção para que você possa minimizar o máximo possível os erros na gestão. 

 

Quando falamos em gestão de um negócio abraçamos todos os segmentos, desde operações administrativas que incluem pagamentos de impostos, departamento pessoal, contas fixas, até investimentos propriamente de fato, como em tecnologias, serviços de terceiros especializados e compra de mercadorias. 

 

Entende por que a probabilidade de se cometer algum deslize é tão grande? São muitas variáveis para lidar, mas fique calmo, te mostraremos que com um bom planejamento é possível dar conta do recado e reorganizar a casa para que tudo funcione como tem que ser. 

 

LEVANTAMENTO DE DADOS 

 

Consideramos esta, a primeira medida a ser executada. O levantamento de dados, nada mais é que um estudo completo da situação atual da empresa. É nesse momento que serão agrupadas informações sobre dinheiro em caixa, faturamento, gastos fixos, valor de tributos que vem sendo pagos, folha de pagamento, estoque (quantidade de mercadorias), entre outras informações. 

 

Essa etapa é importante porque vai te dar um norte de por onde começar a mudança. Com esses dados em mãos você consegue elaborar um planejamento estratégico, financeiro, tributário, de ações corporativas que deverão ser incorporadas e definir quais as prioridades dentro de todo procedimento. 

 

É hora de chamar os responsáveis por cada área e erguer as mangas em uma força tarefa e se necessário, contar com a ajuda de empresas especialistas nos departamentos correlatos para finalizar essa operação de forma mais rápida e com menos probabilidades de falhas. 

 

CUIDE DO SEU ESTOQUE 

 

Dentro de um supermercado podemos dizer que o estoque é o seu coração. Afinal, é lá que estão armazenadas todas as mercadorias que você comercializa em seu negócio. Não olhar com o carinho e atenção devidos para esse setor é a mesma coisa que assinar falência, pois acredite, uma hora a bomba estoura.

 

Alguns pontos que devem ser analisados por você, se eles já são aplicados e se estão funcionando de forma correta:

 

REGISTRO DE ENTRADAS E SAÍDAS DE MERCADORIAS 

 

Talvez você não faça ideia, mas esse é um dos erros que mais prejudicam a gestão do seu estoque. Não ter controle sobre os produtos que entram, saem e permanecem em depósito é extremamente nocivo para o funcionamento da empresa. 

 

Você precisa desenvolver ou adotar uma metodologia já existente para acompanhar essa dinâmica, só assim saberá quais produtos precisam ser repostos, quais estão com data de vencimento próxima e organizar uma promoção, quais tem mais saída e menos demanda para controlar os pedidos. Sem isso, você contabilizará muito prejuízo, acredite!

 

CADASTRO DE PRODUTOS 

 

Todos os produtos que você comercializa possuem um código específico que serve para classificá-los e posteriormente definir quais tipos de tributação eles serão submetidos como por exemplo: ICMS, PIS, COFINS e do IPI, se os mesmos estão sujeitos a substituição tributária, se são isentos etc.

 

E é para ter o controle de todas essas informações que existe o cadastro de produtos. Afinal, pare e pense na variedade de mercadorias que são comercializadas todos os dias no seu estabelecimento, é humanamente impossível ter todas essas informações de cabeça. 

 

Mas por que isso é tão significativo?

 

O código de produtos carrega consigo dados importantíssimos, através dessas informações eles são categorizados como matéria prima, mercadoria para revenda ou item de consumo. E é isso que torna essa operação tão complexa, afinal você irá usar esse número de identificação em todas as notas fiscais emitidas. 

 

E se esse preenchimento tiver errado pode te acarretar uma série de contratempos desagradáveis como tributação incorreta, resultando em pagamentos indevidos de impostos e posteriormente uma possível atuação perante os órgãos fiscalizadores como o Fisco. 

 

 

INVISTA NA REVISÃO DO CADASTRO DE PRODUTOS 

 

Como falamos no começo desse artigo uma boa gestão também contempla investimentos em ferramentas que otimizem processos e resolvam problemas. O exemplo que trazemos hoje é um software de revisão tributária. 

 

Agora que você já entendeu como o cadastro de produtos é relevante, precisamos te dizer que mantê-lo revisado e atualizado é mais importante ainda. É a revisão do cadastro de produtos que vai impedir que você tenha um desperdício de dinheiro pagando impostos errados e/ou multas em decorrência disso. 

 

Essa ferramenta é abrangente e engloba uma série de práticas importantes como: correção do NCM aplicado aos produtos; cadastro das operações por CFOP; correção do CSOSN; correção dos CST a serem utilizados nas vendas; adequação e atualização das alíquotas dos tributos e correção do CEST.

 

Na prática isso significa a possibilidade de encontrar os erros que estão sendo cometidos, identificar buracos e duplicidade nos cadastros, divergência no tipo de item, vigência vencida, tributação incorreta e muito mais. 

 

Se quiser saber mais sobre esse recurso, converse com a Alerta Fiscal, tire todas as suas dúvidas e entenda como funcionaria na prática dentro do seu supermercado. 

 

INVISTA NO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE 

 

A gestão de um supermercado, como já mencionamos, contempla todos os cenários e não pode ficar da “porta do escritório” para dentro. É preciso expandir e olhar também para o seu consumidor. 

 

“Digamos que você faz quase tudo certo: se qualifica, investe em tecnologia, inova no produto ou no processo e é o líder que mantém a equipe engajada. Mesmo que tudo isso seja verdade, sua falha não é menos grave, pois esqueceu da peça-chave no quebra-cabeças do sucesso: o cliente. Quem ele é, como pensa, como age, o que busca? Ao não ter as respostas, já sabe a causa do seu momentâneo fracasso.

 

Converse com seu mercado, visite clientes, faça pesquisas e monitore seu relacionamento através de processos simples de um sistema CRM, o que permite estar perto do perfil do seu público.” – Fonte site ContaAzul.  

 

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os pontos mais importantes para ter um negócio sustentável é hora de colocar a mão na massa e fazer as coisas acontecerem. E lembre-se você não precisa passar por toda essa transformação, que pode ser bem estressante, sozinho. Conte sempre com a ajuda da sua equipe e de especialistas nas áreas que você sente mais dificuldade. E confie que adotando todas essas medidas o sucesso do seu supermercado virá muito antes do que você imagina e irá se manter por muito tempo. Basta dar o primeiro passo. 

 

Por Atracto


 

 

Você também pode gostar do artigo Soluções tecnológicas para supermercados.