fbpx

Não cansamos de nos surpreender com as transformações comportamentais e de processos que o uso avançado das soluções tecnológicas vêm nos proporcionando ao longo dos últimos anos. 

 

Um dos setores que têm se beneficiado muito nesse cenário é o supermercadista. O que temos observado são investimentos em tecnologias para otimizar o processo em 360 graus, falamos aqui da experiência do consumidor tanto nos postos de vendas físicos, quanto online, demandas internas de controle de estoque, procedimentos fiscais e tributários.  

 

Esse novo cenário constitui o que estamos conhecendo como “supermercados do futuro”. E o caminho é exatamente esse, um setor que cresce a cada ano precisa estar de mãos dadas com o constante desenvolvimento. 

 

A INTEGRAÇÃO DO FÍSICO COM O DIGITAL

 

Para se ter uma ideia, segundo a Associação Brasileira de Supermercados (Abras),

o setor supermercadista representa 5,4% do PIB Brasileiro (R$ 315 bilhões). Ou seja, as soluções tecnológicas se fazem cada vez mais necessárias para atender uma demanda que só cresce. 

 

Mas isso não significa que os postos de atendimento irão deixar de existir, muito pelo contrário, eles estão cada vez mais presentes e próximos das pessoas e de áreas que antes não existiam. 

 

O que já está acontecendo é justamente a interação das inovações tecnológicas com a rotina de uma loja física, tornando a experiência de compra do cliente mais ágil e eficaz e o gerenciamento interno mais efetivo.

 

É o que apresentou o site da ABRE (Associação Brasileira de Embalagem): “Na Itália, por exemplo, a Coop – que opera a maior rede do país – projetou seu Supermercado do Futuro. Por lá, enquanto os consumidores escolhem o que vão comprar, as telas digitais penduradas nas prateleiras oferecem dados como a origem do alimento, ingredientes que podem causar alergias (como leite e castanha), a quantidade de calorias e até mesmo a cadeia produtiva por trás do produto. Exatamente como acontece no e-commerce.” 

 

EXEMPLOS DE SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS PARA SUPERMERCADOS

 

Apresentamos aqui algumas ideias para automatizar e revolucionar esse nicho. Lembrando que as sugestões podem ser aplicadas em qualquer tipo de comércio, independente do tamanho do negócio.

 

Autoatendimento

 

Quando pensamos em compras no supermercado, qual a primeira imagem que vem na sua cabeça? Se você disse filas, então fique tranquilo, você faz parte da maioria da população, já que essa é uma das queixas mais comuns entre os consumidores. 

 

Diante disso, os postos de autoatendimento vêm ganhando cada vez mais espaço e adeptos dentro das unidades supermercadistas. O investimento nessa tecnologia não só diminui o tempo de espera nas filas dos caixas comuns, como também garante uma maior autonomia no momento das compras.  

 

Compras online

 

O brasileiro já está super habituado com a realização de comprar pela internet em diversos setores como vestuário e eletrônicos por exemplo. Agora observamos também uma absorção cada vez maior nessa categoria, uma vez que o consumidor consegue fazer suas compras de onde estiver, programando a retirada presencial dos produtos ou entrega no endereço de preferência. 

 

Aplicativos

 

Investir no desenvolvimento de aplicativos exclusivos para sua rede é oferecer inúmeros benefícios aos usuários e de quebra garantir a fidelização deles. Existe a possibilidade de estar mais próximo do consumidor, conhecendo seu perfil e utilizando dessas informações para a criação de clubes de descontos, vantagens, entre muitas outras possibilidades. 

 

Automatização de Processos Internos 

 

Nem só visando o consumidor final vivem os estudos que desenvolvem soluções tecnológicas para supermercados. Para que tudo chegue perfeito aos pontos de vendas, sejam online ou físicos, existem inúmeros processos acontecendo nos bastidores que precisam estar funcionando da melhor maneira possível.

 

Estamos falando aqui de controle de estoques, folha de pagamento, recolhimento de impostos e tributos, entre outras demandas burocráticas. E além da existência das soluções em si é necessário ter pessoas especializadas para geri-las. Trabalho esse, realizado pela Alerta Fiscal. 

 

QUAIS SÃO OS SERVIÇOS E BENEFÍCIOS QUE VOCÊ PODE AGREGAR EM SEU NEGÓCIO?

 

GESTÃO CONTÍNUA

Realização da gestão contínua da classificação fiscal de mercadorias para o varejo com levantamento das suas necessidades, desde o fechamento até a entrega.

 

SISTEMA INTELIGENTE

Segurança no cadastro com a classificação automática baseada na legislação atual e no código GTIN (EAN).

 

CLASSIFICAÇÃO DE PRODUTOS

Serviços de classificação de produtos para a correta emissão dos documentos fiscais (CUPOM FISCAL, NF-e e NFC-e) com cálculo correto de ICMS e ICMS-ST, eliminando possíveis multas e penalidades.

 

IDENTIFICAÇÃO DE CÓDIGOS

Identificação da NCM aplicável aos seus produtos e indicamos o código CEST correto e as alíquotas relativas ao IPI e ao Imposto sobre Importação, assegurando a sua constante atualização e a apuração de impostos.

 

MONITORAMENTO

Alíquotas e regras tributárias e monitoramento preciso de ICMS e ICMS-ST, IPI e PIS/COFINS

 

DIAGNÓSTICO PRECISO

ERP integrado com revisão de regras fiscais e apurações de impostos para validação de NF-e e NFC-e.

 

A PREOCUPAÇÃO É REAL, ONLINE E FÍSICA

 

De acordo com a Apas (Associação Paulista de Supermercados) uma pesquisa apontou que 66% dos executivos de varejo já se conscientizaram que inconsistências no estoque atrapalham as compras online: 

 

“Com o crescimento das lojas omnichannel no mercado de varejo mundo afora, é preciso saber que a experiência online só será marcante para o consumidor se o estoque for gerido de forma inteligente. Segundo a HRC Retail Advisory, 66% dos executivos de varejo que responderam pesquisa do instituto acreditam que as inconsistências no estoque atrapalham diretamente as compras online.”

 

Já o Departamento de Economia e Pesquisa da ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados) divulgou em 2019 a 19ª Avaliação de Perdas do varejo Brasileiro de Supermercados. Veja o resultado: “As perdas dos supermercados brasileiros somaram R$ 6,7 bilhões em 2018, o que corresponde a 1,89% do faturamento bruto do setor. O resultado representa um crescimento de 0,07 ponto percentual em relação ao índice de 2017″.

 

E é exatamente por isso que cada vez mais se faz necessário o investimento e aplicação de soluções tecnológicas nos supermercados. A pesquisa The Future of Retail Distribution feita pelo Peerless Research Group em 2018 já mostrava isso. 

 

De acordo com os dados apurados 45% das empresas do setor já pretendiam investir em soluções de robótica e 43% dos supermercados em armazenamento de mercadorias automatizado e sistemas de transporte e classificação digitais.

 

CONCLUSÃO

 

Não restam dúvidas que a utilização da tecnologia é uma realidade e precisa ser incorporada imediatamente em seu negócio. Vale começar pelos processos internos de gestão, já que é neles que estão a base para todo o resto funcionar perfeitamente. Sabemos que pode parecer muita informação para absorver, e é exatamente por esse motivo que a nossa equipe de experts está de prontidão para auxiliar no que for preciso. Fale conosco ainda hoje. 

 

Por Atracto

 


 

Você também pode gostar desse artigo: COMO AUMENTAR O LUCRO DO SEU SUPERMERCADO?