fbpx

Hoje vamos abordar as diferenças do departamento fiscal e tributário. Sim, existem particularidades entre essas duas esferas e saber quais responsabilidades cabem efetivamente para cada uma delas será um diferencial e tanto no resultado da sua empresa. 

 

Isso porque, é muito comum as empresas olharem para o setor administrativo como um todo, mas existem algumas diferenças que devem ser respeitadas e entendidas. Isso irá ajuda a evitar que obrigações deixem de ser cumpridas ou sejam executadas de forma errada por alguém que não entenda a fundo tais particularidades. 

 

Existem muitas obrigações, não só legais, mas também de cunho informativo, que trata de assuntos bem específicos e distintos que merecem ser abordados por um profissional especializado, focando nas particularidades de cada departamento. 

 

Lembrando que no Brasil existe muita burocracia, e as regras fiscais e tributárias sofrem constantes mudanças, o que torna esse acompanhamento de perto ainda mais necessário. 

 

O objetivo desse artigo é te informar sobre as diferenças para que você, como empresário, possa estruturar melhor sua equipe ou opte pela terceirização do serviço, o que inclusive, vem sendo bem aceito por muitas organizações. 

 

O QUE FAZ O DEPARTAMENTO FISCAL? 

 

Como mencionamos acima, a legislação fiscal do nosso país é extremamente complexa e volátil, dessa forma ter um departamento com profissionais focados em seus desdobramentos e atualizações é fundamental. 

 

Cumprir de forma correta a rotina fiscal de uma empresa vai garantir que erros e faltas sejam minimizados, assim como a probabilidade de autuações e multas aplicadas pelos órgãos fiscais competentes. 

 

É também de responsabilidade do departamento fiscal o acompanhamento de toda a mercadoria comercializada, desde a saída do transporte, chegada no estoque até a escrituração das mesmas, o que é obrigatório. Ou seja, estamos falando do recebimento físico e fiscal de todos os produtos. 

 

E não para por aí. Também é de competência do departamento fiscal as seguintes demandas: 

 

  • Conferência da documentação fiscal;

 

  • Lançamentos fiscais de entradas e saídas;

 

  • emissão de notas fiscais de devolução, remessa para conserto e industrialização;

 

  • acompanhamento e atualização em relação às normas fiscais e tributárias;

 

  • apuração dos tributos relacionados ao regime tributário da empresa (ICMS, ICMS-ST, IPI, ISS);

 

  • Escrituração fiscal das atividades da empresa;

 

  • Análise dos dados cadastrais dos fornecedores junto ao Fisco;

 

  • Suporte para a determinação de classificação fiscal de novos produtos comercializados;

 

  • Entrega de obrigações como Sped Fiscal e Dime.

 

O QUE FAZ O DEPARTAMENTO TRIBUTÁRIO?

 

Em suma, podemos dizer que o departamento tributário é complementar ao departamento fiscal. Ele administra todos os tributos cabíveis a empresa e viabiliza a continuidade das atividades exercidas. Então, enquanto o setor fiscal fica responsável pela escrituração dos produtos o tributário apura os tributos com base nas informações registradas. 

 

Além disso, é de sua responsabilidade estar atento às informações correspondentes, assim como as eventuais alterações e adaptações das novas regras estabelecidas pelos órgãos, como por exemplo obrigações acessórias estabelecidas pela União, Estados e Municípios. 

 

Uma outra atividade de total relevância executada pelo departamento é o famoso e indispensável planejamento tributário. Que proporciona uma visão ampla da situação da empresa quando falamos de impostos, taxas e contribuições, permitindo tomadas de decisões assertivas que tragam resultados positivos ao negócio. 

 

Além disso, podemos citar como competências desenvolvidas pelo departamento tributário as seguintes atividades: 

 

  • Apuração e preenchimento das guias para pagamento dos tributos devidos pela empresa;

 

  • Auxílio na escrituração fiscal das atividades da empresa;

 

  • Planejamento tributário com foco nas melhores alternativas de redução da carga tributária;

 

  • Monitoramento dos prazos para a realização dos pagamentos;

 

  • Preparação e entrega de obrigações acessórias;

 

  • Auxílio na apuração e registro do lucro tributável;

 

  • Auxílio no registro contábil das provisões tributárias.

 

DIFERENÇAS DO DEPARTAMENTO FISCAL E DEPARTAMENTO TRIBUTÁRIO

 

O Jornal Contábil definiu da seguinte forma: “Enquanto o setor fiscal lida diretamente com atividades mais operacionais do cumprimento das obrigações do fisco, o setor tributário assume atividades mais estratégicas, elaborando formas para obtenção de benefícios fiscais, redução de custos e compensação de créditos de impostos.”

 

Ou seja, o departamento fiscal responde pelas obrigações impostas pelo Fisco, enquanto o departamento tributário exerce um papel mais estratégico dentro da dinâmica da empresa. 

 

Importante frisar que os dois setores são de extrema importância para garantir o bom desenvolvimento dos negócios e precisam estar alinhados no desenvolvimento das tarefas para que possam trabalhar com a máxima excelência, uma vez que o erro de um deles prejudica diretamente a tarefa do outro. 

 

COMO UM SOFTWARE DE REVISÃO TRIBUTÁRIA PODE AJUDAR O DEPARTAMENTO FISCAL E DEPARTAMENTO TRIBUTÁRIO? 

 

Ao optar por investir em um software de revisão tributária, você estará investindo na otimização de processos e mitigação de erros, contratando uma ferramenta que irá auxiliar o trabalho dos departamentos da sua empresa. Entenda as vantagens: 

 

REDUÇÃO DE RISCOS 

 

“Logo de cara você já se beneficia com a possibilidade de poder identificar, calcular, mensurar e diminuir riscos na esfera tributária. Uma vez que o recolhimento de tributos obrigatórios, está, ou pelo menos deveria, no seu planejamento financeiro. Isso vai de encontro com a redução de prejuízos e da chance de penalidades fiscais.

 

IDENTIFICAÇÃO DE BENEFÍCIOS FISCAIS 

 

Ta aí uma palavra que gostamos de ler: benefícios! E eles existem, sim, e estão à sua disposição para serem utilizados. Mas você só conseguirá identificar os créditos fiscais aos quais tem direito se fizer uma revisão tributária eficiente em seu negócio. Não aproveitar essa vantagem, também significa perder dinheiro. 

 

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO E DE PREÇOS 

 

O planejamento tributário permite que você tenha uma visão 360º da sua empresa e consiga identificar os pontos cegos que vão exigir mais dedicação. Porque de nada adianta estar com uma parte do processo redonda, se tem algo de errado no meio do caminho. É como se você estivesse o tempo todo apagando incêndios e nadando sem sair do lugar.

 

Além disso, o uso da ferramenta também vai te alimentar com dados suficientes para que você consiga ter um panorama muito melhor no momento de comprar, e principalmente, de vender seus produtos, ajudando a precificar cada mercadoria. mantendo assim, um equilíbrio saudável entre saída e entrada de receita.” – Para mais informações sobre essa ferramenta CLIQUE AQUI. 

 

Por Atracto

 

 

 

Você também pode gostar do artigo CLASSIFICAÇÃO TRIBUTÁRIA: A IMPORTÂNCIA NO CADASTRO DE PRODUTOS