fbpx

Existem muitas demandas para quem decide fazer parte do setor varejista, inclusive desafios fiscais que, por vezes, não são levados em conta no momento de decisões de compra e venda de mercadorias. Mas é importante ter ciência que essas questões influenciam diretamente o desenvolvimento do seu negócio. 

 

Os impactos dos tributos aplicáveis ao varejo não estão relacionados somente nas emissões de guias, existem outras questões como cálculo de alíquotas, por exemplo, que vão variar de acordo com sua decisão de compra e que podem tanto trazer benefícios, como gerar prejuízos financeiros.

 

Além disso, existem decisões importantes que precisam ser tomadas desde o início da atividade, como por exemplo, escolha do regime tributário, que também tem relação direta com os valores de impostos que sua empresa terá que pagar.

 

Para tanto, existem práticas que podem te auxiliar nesses inúmeros processos e facilitar a rotina burocrática da sua empresa. Estamos falando da gestão fiscal e do uso de ferramentas tributárias. 

 

Neste artigo vamos tratar dessas temáticas com o objetivo de abrir a sua visão para uma nova possibilidade de dedicação para um setor vital do seu negócio. 

 

DESAFIOS FISCAIS: O QUE SIGNIFICA GESTÃO FISCAL? 

 

A gestão fiscal se apresenta como um agrupamento de ações e processos administrativos que tem como foco central, fazer cumprir todas as obrigatoriedades fiscais determinadas pelas leis tributárias brasileiras. 

 

O que contempla de uma forma geral, obrigações tributárias, pagamento de impostos, escrituração fiscal e planejamento tributário.

 

Basicamente, existem duas obrigações fiscais distintas que precisam ser cumpridas por um comércio varejista: 

 

A obrigação tributária principal que está vinculada ao pagamento de impostos, taxas, tributos e contribuições e a obrigação tributária acessória que diz respeito à emissão de documentos fiscais, escrituração e declarações que devem ser passadas ao Fisco. 

 

COMO A GESTÃO AJUDA A DRIBLAR OS DESAFIOS FISCAIS DO VAREJO? 

 

O Brasil possui uma das legislações tributárias mais complexas do mundo e que sofre mudanças constantemente, tornando o trabalho da gestão fiscal ainda mais importante e indispensável para qualquer empresa que deseja ter sucesso e se manter em compliance legal.

 

Ela está diretamente ligada à uma série de benefícios, como por exemplo:

 

ESTUDO E ANÁLISE DA SITUAÇÃO FISCAL

 

O profissional responsável pela gestão fiscal do seu negócio irá fazer um estudo detalhado para diagnosticar a real situação da sua empresa. Verificar quais tipos de tributos são aplicáveis, se há algo que possa ser mudado em benefício da empresa e a partir daí conseguirá escolher o regime tributário correto e dar início ao planejamento tributário que você tanto precisa. 

 

Lembrando que essas análises precisam ser constantes, pois as variáveis são muitas e tudo dependerá do desenvolvimento das suas atividades ao longo dos meses de trabalho. 

 

ESCOLHA DO REGIME TRIBUTÁRIO

 

Ao iniciar suas atividades a empresa precisa se enquadrar em um regime tributário, pois é a partir daí que as tributações cabíveis serão determinadas. Hoje as empresas podem optar entre Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido. 

 

Cada uma das modalidades possui seus prós e contras que vão variar conforme o perfil da sua empresa. Questões essas, que serão extraídas no momento do estudo e análise da situação fiscal e financeira do seu negócio.

 

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO 

 

O planejamento tributário tem como objetivo identificar os impostos a serem pagos, assim como os valores determinados de cada tributo e procurar alternativas legais de minimizar a carga tributária. 

 

O ideal é que ele seja feito periodicamente, a fim de garantir que a empresa não esteja cometendo erros fiscais que possam futuramente resultar em prejuízos financeiros provenientes de multas e/ou autuações fiscais emitidas pelos órgãos fiscalizadores. 

 

DESAFIOS FISCAIS: COMO EVITAR MULTAS DO FISCO? 

 

Se atrapalhar nas questões tributárias da sua empresa podem gerar multas do Fisco, e acredite, isso é mais comum do que se imagina. Isso porque, são tantas variáveis que precisam ser levadas em conta que se sua gestão fiscal não for feita de forma assertiva isso irá acontecer com você. 

 

Alguns pontos que precisam ser observados:

 

“Deixar de registrar notas fiscais

É obrigatório que as empresas emitam notas fiscais ao venderem seus produtos. Por outro lado, quando uma mercadoria é adquirida, também é necessário emitir uma nota, só que desta vez uma nota fiscal de entrada ou de compra. E nesse ponto que muitos esquecem desse registro, seja por descuido ou por falta de organização das contabilidades. 

 

Mas não é só isso: além do registro, é preciso ter atenção quanto ao armazenamento das notas, conhecido como arquivo XML, que é onde estão todas as informações da NF-e. A legislação prevê o armazenamento desses arquivos por até 5 anos para fins fiscais.

 

Conhecer a legislação fiscal

 

Está aí algo complexo, são milhares de emendas, leis complementares, leis ordinárias, leis delegadas, medidas provisórias etc, fazendo dessa etapa da sua gestão, uma das mais desafiadoras que sua empresa irá enfrentar. 

 

São assuntos que contemplam por exemplo tributos a serem pagos, responsabilidade tributária, formas de cobrança, formas de fiscalização, penalidades, entre outras. 

 

Qualquer equívoco aqui vai automaticamente te gerar multas do fisco. Lembrando que a legislação fiscal existe na esfera municipal, estadual e federal e a demanda a ser cumprida vai variar muito de acordo com o tamanho do seu negócio. 

 

 Problemas mais comuns da rotina empresarial: 

 

  • Emissão de Nota Fiscal (NF) com crédito indevido;
  • Código Fiscal de Operações e Prestações (CFOP) aplicado de forma incorreta;
  • Emissão de NF sem ter tomado o devido crédito;
  • Uso da Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM) inexistente ou errada, gerando tributação maior ou menor;
  • Falha no cálculo da alíquota do ICMS.” – Fonte site Solutta

 

O mais indicado neste caso é que você possa contar com a ajuda de profissionais qualificados para tocarem a gestão fiscal da sua empresa. Por se tratar de uma demanda de alta complexidade, terceirizando o trabalho, você evita cometer os erros citados acima e consequentemente autuações e dores de cabeça desnecessárias. 

 

COMO UM SOFTWARE DE REVISÃO TRIBUTÁRIA PODE AJUDAR NO ENFRENTAMENTO DOS DESAFIOS FISCAIS DO VAREJO?

 

“De forma bem direta a revisão tributária é a apuração mais detalhada possível de todos os impostos que a sua empresa precisa pagar. Além de garantir que você esteja em conformidade com os processos, também lhe dá um visão geral dos riscos que corre e das oportunidades que podem surgir dentro da realidade da sua empresa, além de ser a chave para o correto cadastro de produtos que seu varejo comercializa. 

 

VANTAGENS DE TER UM SOFTWARE DE REVISÃO TRIBUTÁRIA 

 

REDUÇÃO DE RISCOS 

 

Logo de cara você já se beneficia com a possibilidade de poder identificar, calcular, mensurar e diminuir riscos na esfera tributária. Uma vez que o recolhimento de tributos obrigatórios, está, ou pelo menos deveria, no seu planejamento financeiro. Isso vai de encontro com a redução de prejuízos e da chance de penalidades fiscais.

 

IDENTIFICAÇÃO DE BENEFÍCIOS FISCAIS 

 

Ta aí uma palavra que gostamos de ler: benefícios! E eles existem, sim, e estão à sua disposição para serem utilizados. Mas você só conseguirá identificar os créditos fiscais aos quais tem direito se fizer uma revisão tributária eficiente em seu negócio. Não aproveitar essa vantagem, também significa perder dinheiro. 

 

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO E DE PREÇOS 

 

O planejamento tributário permite que você tenha uma visão 360º da sua empresa e consiga identificar os pontos cegos que vão exigir mais dedicação. Porque de nada adianta estar com uma parte do processo redonda, se tem algo de errado no meio do caminho. É como se você estivesse o tempo todo apagando incêndios e nadando sem sair do lugar.

 

Além disso, o uso da ferramenta também vai te alimentar com dados suficientes para que você consiga ter um panorama muito melhor no momento de comprar, e principalmente, de vender seus produtos, ajudando a precificar cada mercadoria. mantendo assim, um equilíbrio saudável entre saída e entrada de receita.” – Trecho do artigo AS VANTAGENS DE INVESTIR EM UM SOFTWARE DE REVISÃO TRIBUTÁRIA

 

Agora que você já sabe como a gestão fiscal e a utilização da ferramenta correta podem te ajudar no enfrentamento dos desafios fiscais que todo varejo possui é hora de colocar o aprendizado em prática e encaminhar sua empresa ao sucesso que você tanto deseja. 

 

Por Atracto


 

 

Você também pode gostar do artigo CLASSIFICAÇÃO TRIBUTÁRIA: A IMPORTÂNCIA NO CADASTRO DE PRODUTOS