fbpx

Estamos focados em trazer conteúdos que possam, de alguma forma, otimizar o seu negócio e fazer com que ele cresça cada dia mais. Hoje queremos te mostrar como a tecnologia no varejo pode te ajudar a vender mais, através de 5 dicas. 

 

O fato é que a tecnologia vem se fazendo cada vez mais presente em todos os aspectos da vida, inclusive no mundo dos negócios. No varejo vemos seu uso não somente para agilizar processos gerenciais, como também para determinar a forma como os consumidores estão se relacionando com as empresas.

 

Hábitos de consumo estão em constante transformação, e se adaptar à nova realidade vai garantir que você se estabeleça como um varejo moderno, que se preocupa em entender e atender às necessidades do seu público.

 

Chega de achar que o velho jeito de fazer negócio ainda funciona, a curto prazo você pode até ter essa sensação, mas sem investir de fato em ferramentas tecnológicas que façam, entre outras coisas, suas vendas crescerem, vai ser muito difícil se manter de pé futuramente. 

 

Inclusive em nosso último artigo, TECNOLOGIA NO VAREJO: COMO A GESTÃO INTELIGENTE TE AJUDA A LUCRAR MAIS. apresentamos algumas sugestões de ferramentas tecnológicas para o varejo e uma delas está diretamente ligada ao assunto que estamos abordando aqui. O que já pode ser considerada nossa primeira dica. Veja:

 

1 – INTEGRE SEUS CANAIS DE VENDAS COM O OMNICHANNEL 

 

De acordo com o Sebrae o Omnichannel é uma tendência do varejo que se baseia na convergência de todos os canais utilizados por uma empresa. Trata-se da possibilidade de fazer com que o consumidor não veja diferença entre o mundo online e o offline.

 

O omnichannel integra lojas físicas, virtuais e compradores. Dessa maneira, pode explorar todas as possibilidades de interação.

 

Essa tendência é uma evolução do conceito de multicanal, pois é completamente focada na experiência do consumidor nos canais existentes de uma determinada marca.

 

Como exemplo, há os aplicativos móveis, que combinam o layout do site com a temática interna das lojas físicas. De forma prática, isso propicia ao consumidor utilizar todos os canais disponibilizados pela organização e a quebra das barreiras entre o mundo físico e o digital.

 

Por meio da integração de canais, o consumidor satisfaz suas necessidades onde e quando desejar, no momento mais confortável para ele, não havendo restrições de local, horário ou meio.

 

E existem também algumas tecnologias desenvolvidas para serem usadas dentro do ponto de venda físico. É o caso da dica número 2.

 

2 – INTELIGÊNCIA DE MERCHANDISING 

 

O foco da sua utilização é poder acompanhar em tempo real a circulação das pessoas dentro do estabelecimento. Ter esse controle permite que medidas de contingências sejam tomadas, como realocação de funcionários em determinados setores, abertura de novos caixas para desafogar filas, além de dar um parâmetro para ações promocionais, por exemplo. 

 

Sem contar que com essas informações em mãos cria-se a possibilidade de montar um planejamento estratégico como alterações de layouts e ajuste de campanhas, uma vez que você passa a ter a noção exata de quais departamentos estão sendo mais visitados e quais estão ficando de lado. 

 

E para essa funcionalidade é possível trabalhar com duas metodologias:

 

Contagem de pessoas: normalmente é feita na entrada da loja, permitindo visualizar os horários e dias de picos de concentração de consumidores. Ótimo como uma régua para definir melhores datas para a inserção de promoções, por exemplo. 

 

Mapas de calor: tem como foco mapear a concentração de pessoas, dando uma real noção dos produtos de mais interesse e procura. Uma excelente alternativa para ajudar na organização de gôndolas e mostruários. 

 

Essas ferramentas também podem ser utilizadas diretamente com fornecedores que desejam fazer alguma ação promocional dentro do sua loja. Uma vez que você terá informações reais e suficientes para negociar valores diretamente ligados aos horários e espaços solicitados e cedidos. 

 

3 – PROGRAMA DE FIDELIDADE 

 

O que você acha de utilizar a tecnologia para criar programas de fidelidade que tornarão seus clientes ainda mais cativos e instigar que eles retornem sempre ao seu estabelecimento? Além de aproveitar a deixa para fazer a captação de dados e conhecer ainda mais a fundo seu perfil de consumidor?

 

O site Infoverejo divulgou um projeto do Grupo Pão de Açúcar que deu super certo. Eles lançaram o “Meu Desconto”, programa de fidelidade que oferece ofertas exclusivas para os clientes que se cadastram no programa através de um aplicativo disponibilizado nas lojas Google Play e App Store. Um sistema de fidelidade não é tão diferente para pequenas e médias empresas.

 

“A grande sacada é que os programas de fidelidade não precisam custar uma fortuna para o seu bolso, muito pelo contrário, alguns deles oferecem um custo benefício excelente e fazem com que seus resultados possam ser bem maiores do que aqueles que você imaginava antes da implantação.

 

Os bons programas de fidelidade têm como principais características, incentivar os clientes para que comprem mais de uma marca ou um estabelecimento; reter esses clientes por mais tempo; diferenciar seu negócio dos concorrentes; diminuir o custo de aquisição de novos clientes, aumentar o ticket médio do negócio, além de alguns outros.”

 

4 – IMPLANTAÇÃO DE CRM 

 

O CRM (Customer Relationship Management) nada mais é que um sistema para gestão de relacionamento com o cliente. Mais do que uma ferramenta para armazenamento e fornecimento de dados, ele vem sendo usado como uma estratégia poderosa para alavancar vendas. 

 

E é observado que empresas que investiram nessa tecnologia e a utilizaram da maneira correta tiveram um aumento significativo em seu faturamento. Afinal, entre outras coisas, ele dá um excelente suporte na análise do desenvolvimento de processos com foco no cliente.

 

Nem só se basear diretamente nos clientes vai fazer com que você aumente suas vendas. É preciso também estar sempre com a casa em ordem. E é sobre isso que fala nossa quinta e última dica.  

 

5 – AUTOMAÇÃO DA GESTÃO INTERNA 

 

“Para que tudo chegue perfeito aos pontos de vendas, sejam online ou físicos, existem inúmeros processos acontecendo nos bastidores que precisam estar funcionando da melhor maneira possível.

 

Estamos falando aqui de controle de estoques, folha de pagamento, recolhimento de impostos e tributos, entre outras demandas burocráticas. E além da existência das soluções em si é necessário ter pessoas especializadas para geri-las. Trabalho esse, realizado pela Alerta Fiscal. 

 

QUAIS SÃO OS SERVIÇOS E BENEFÍCIOS QUE VOCÊ PODE AGREGAR EM SEU NEGÓCIO? 

 

GESTÃO CONTÍNUA

 

Realização da gestão contínua da classificação fiscal de mercadorias para o varejo com levantamento das suas necessidades, desde o fechamento até a entrega.

 

SISTEMA INTELIGENTE

 

Segurança no cadastro com a classificação automática baseada na legislação atual e no código GTIN (EAN).

 

CLASSIFICAÇÃO DE PRODUTOS

 

Serviços de classificação de produtos para a correta emissão dos documentos fiscais (CUPOM FISCAL, NF-e e NFC-e) com cálculo correto de ICMS e ICMS-ST, eliminando possíveis multas e penalidades.

 

IDENTIFICAÇÃO DE CÓDIGOS

 

Identificação da NCM aplicável aos seus produtos e indicamos o código CEST correto e as alíquotas relativas ao IPI e ao Imposto sobre Importação, assegurando a sua constante atualização e a apuração de impostos.

 

MONITORAMENTO

 

Alíquotas e regras tributárias e monitoramento preciso de ICMS e ICMS-ST, IPI e PIS/COFINS

 

DIAGNÓSTICO PRECISO

 

ERP integrado com revisão de regras fiscais e apurações de impostos para validação de NF-e e NFC-e.” – Trecho do artigo SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS PARA SUPERMERCADOS.

 

Existem muitas possibilidades tecnológicas disponíveis para te ajudar aumentar a suas vendas. Basta entender qual é o perfil do seu negócio e adaptar as ferramentas à sua realidade. 

 

Por Atracto


 

Você também pode gostar do artigo MITO OU VERDADE: PEQUENOS E MÉDIOS VAREJISTAS PRECISAM DE AUXÍLIO DE UMA CONSULTORIA FISCAL PARA EXPANDIR SEUS NEGÓCIOS?